Resta manter a dignidade

Com a qualificação para o “play-off” de acesso aos quartos-de-final praticamente fora do alcance, Nazir Salé diz que a sua equipa deve lutar para sair do Campeonato do Mundo de cabeça erguida.

Para o seleccionador nacional, frente à Turquia, amanhã às 18h00, Moçambique deve lutar para não desistir do jogo antes do apito final e deixar uma boa imagem na quadra do Ankara Sport Arena.

Sobre o jogo com a França, ontem, Nazir Salé reconheceu as dificuldades das suas jogadoras em conseguir alguns lançamentos longos e travar o contra-ataque das vice-campeãs europeias e olímpicas.

“O jogo com a França foi muito mais difícil do que o jogo de estreia diante do Canadá. Mas, apesar de hoje termos tido um resultado final que considero pesado, quero, acima de tudo, dizer que tivemos dois percursos com duas verdadeiras grandes equipas. É bom que fique claro que falar da França é o mesmo que falar da equipa que é vice-campeã da Europa e vice-campeã olímpica” - alertou o treinador, que reconhece o mau arranque da sua equipa em termos de concentração.