TAÇA DA SALVAÇÃO CANARINHA ARRANCADA A FERRO E FOGO!

Por:Reginaldo Cumbana
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Luís Muianga

O Costa do Sol renovou sábado último o título de vencedor da Taça de Moçambique, mercê duma vitória sofrida diante de um aguerrido Ferroviário da Beira, por 4-2, no desempate na marcação de pontapés de grande penalidade, após empate (1-1) no tempo regulamentar, bem como no prolongamento de 30 minutos.

FULGOR INICIAL FOI ENGANOSO

A cidade de Maputo, que sábado completou 131 anos após a sua elevação ao estatuto de cidade, acordou engalanada, com prenúncio de muitos atractivos, muita festa, que incluía a inauguração da Mega-Ponte Maputo-KaTembe, sendo que a final da Taça de Moçambique seria, desportivamente falando, o centro das atenções que fecharia o dia.

E porque não era para menos, milhares de amantes do futebol afluíram ao Estádio da Machava, em número que ultrapassou as cinco mil almas, com o fito de ver qual das equipas lograria conquistar a 39ª edição da Taça de Moçambique, que, aliás, teria o condão de salvar a época menos conseguida por parte de qualquer das equipas envolvidas.

Leia mais...