VI Jogos do SCSA Moçambique estreou-se com triunfos moralizadores

Ainda que os adversários tenham sidos os menos cotados dos diferentes torneios, a verdade é que Moçambique estreou-se no torneio de basquetebol dos Jogos do SCSA com as duas selecções nacionais a atingirem a impressionante marca dos 100 pontos. Já o futebol, que na primeira jornada (sexta-feira) empatara a um golo ante o anfitrião Zimbabwe, esteve melhor no dia seguinte (sábado) vencendo (2-1) a Suazilândia enquanto o boxe obtinha dois triunfos e duas derrotas na estreia. Pior até agora só mesmo o ténis que em quatro partidas venceu um.  

BASKETCOM ENTRADA PARA IMPOR RESPEITO

As selecções nacionais de basquetebol tiveram de longe estreias auspiciosas nesta edição aliando, acima de tudo, às vitórias as exibições que permitiram inclusive o ensaio tendo em vista os encontros a seguir.

A partida de femininos, que abriu oficialmente o torneio de basquetebol, foi histórica ao ponto de Moçambique alcançar números pouco comuns na modalidade. As meninas de Leonel Manhique cilindraram as do Lesotho por expressivos 13-179, uma diferença de 166 pontos que demonstra claramente o desnível existente entre estas duas selecções.

A primeira parte terminou com Moçambique a vencer por 02-97 - os dois pontos do Lesotho foram conseguidos a 45 segundos do final do segundo período. O primeiro (período) havia terminado com Moçambique a vencer por 00-45. Já a segunda parte serviu apenas para rodar a equipa usando praticamente todas as atletas disponíveis e baixando de intensidade o que fez com que o adversário melhorasse um pouco ao ponto de marcar oito pontos (136-10) no final do terceiro período e já no último o Lesotho fez três pontos terminando a perder por 13-179.

MASCULINOS ENTRAM À CAMPEÃO

Já os masculinos, que são campeões em título, passearam sua classe ante uma Suazilândia sem argumentos para tentar discutir o resultado. O resultado final (119-40) fala por si.

O jogo começou com a Suazilândia a tentar apresentar seus argumentos para discutir o jogo, mas cedo percebeu que era uma missão impossível passando a assistir Moçambique a agigantar-se na partida, com o primeiro período a terminar por 34-10. No segundo os filhos do Rei Mswati ainda aumentaram a produção em dois pontos, porém insuficiente para evitar perder por 52-22. O terceiro já terminou com Moçambique a vencer por 87-33 e no final do encontro 119-40 foi o resultado final. 

Tal como nas meninas Carlos Niquice (Bitcho) aproveitou o jogo para rodar todos atletas disponíveis.