Liga Desportiva de Monapo desclassificada e trio de arbitragem irradiado na Zona Norte

por se ter provado o seu envolvimento no suborno aos árbitros, no jogo frente ao Sporting de Nampula, referente à 10ªjornada da segunda volta do certame, o qual foi interrompido aos 79 minutos, quando os ’’leões’’ venciam por uma bola a zero.Para além desta medida, o Conselho de Disciplina daFMF deliberou igualmente que a Liga de Monapo deveria pagar uma multa de 120 mil meticais por esta ter aliciado a equipa de arbitragem, chefiada por Inácio Sitoe.

Consta também desta deliberação a punição de Cristóvão Alfredo (vice-presidente da Liga Desportiva de Monapo) e do trio de arbitragem, constituído por Inácio Sitoe, Wazir Ibraimo e Celestino Muita, com as penas de irradiação, cabendo ainda uma multa de 95 mil meticais para o vice-presidente da Liga, que no jogo em referência desempenhou, cumulativamente, as funções de delegado do clube. 

Recorde-se que no dia 11 de Julho do ano em curso, a Procuradoria-Geral da República (PGR), através de Francisco Baúque, procurador da província de Nampula, oficializou a detenção dos árbitros implicados, bem como do delegado e vice-presidente da Liga Desportiva de Monapo, mas não tardou para que a mesma entidade os restituísse à liberdade, a 13 de Julho deste ano.

No referido jogo, os adeptos da equipa da casa começaram a arremessar pedras, laranjas e garrafas de água para o interior do campo, o que obrigou a intervenção da Unidade de Intervenção Rápida (UIR), que disparou granadas de gás lacrimogéneo como forma de dispersar os arruaceiros.

A comitiva do Sporting de Nampula só abandonou as instalações do comando distrital, onde se havia refugiado por vota das 22.00 horas e foi escoltada pela polícia até à estrada principal, visto que a população ameaçava atacar a mesma.