AFINAL É POSSÍVEL VENCER FERROVIÁRIO NA MACHAVA!

Por: Joca Estêvão
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Foto de Luís Muianga
 

O Ferroviário de Maputo sofreu a sua primeira derrota caseira e foi com o seu “carrasco” da época, o Clube de Desportos da Maxaquene, por 2-3, à passagem da décima sétima jornada do Moçambola-2018. Esta é também a segunda derrota dos locomotivas, de Nélson Santos, que na ronda anterior haviam tido uma deslocação infeliz a Quelimane, onde foram derrotados pelo 1.º de Maio daquela região da Zambézia. O Ferroviário de Maputo conserva, ainda assim, o primeiro lugar no Moçambola, mas pode ser ultrapassado pela União Desportiva do Songo (30 pontos), que tem menos dois jogos por realizar. Esta ronda ficou também marcada pelo empate do Costa do Sol, em casa, frente ao “lanterna vermelha” Sporting de Nampula a um golo, perante o desespero dos seus adeptos, que vêem a sua equipa a afundar a cada jornada do Moçambola, estando agora com 18 pontos, mais dois que o Incomáti, décimo terceiro classificado, com 16 pontos. Os canarinhos têm também apenas mais três pontos que o Desportivo de Nacala, com menos dois jogos, e 15 pontos amealhados.

Leia mais...