TÊXTIL GOLEIA E MATCHEDJE DE MOCUBA NÃO LARGA O PELOTÃO

Por: GILBERTO GUIBUNDA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Foto de Arquivo
 

Uma jornada de goleadas à moda antiga na Zona Centro do país na abertura da primeira jornada da segunda volta. Têxtil de Púnguè e Matchedje de Mocuba foram os protagonistas desta façanha, ao aplicarem cada um seis golos sobre o Desportivo de Tete e o Sporting da Beira, respectivamente. Numa jornada que acabou sendo efectuada a meios, pelo facto de os restantes jogos ficarem adiados devido à participação do Ferroviário de Quelimane e o Estrela Vermelha da Beira, foi porém a equipa militar de Mocuba que saiu grande beneficiária, pois com a gorda vitória conseguida em casa saltou, à condição, para o segundo lugar da tabela classificativa. Uma ameaça para o próprio Ferroviário de Quelimane, que poderá deslocar-se a Dondo para defrontar o Benfica com os nervos à flor da pele.


MACUÁCUA E DESPORTIVO VENCEM
Pela Zona Sul a luta também está muito acesa e deverá ir até ao fim. Apesar de estarem a uma distância relativamente maior em relação aos seus concorrentes, nem a Associação Desportiva de Macuácua assim como o Desportivo de Maputo se podem dar ao luxo de se afirmar líderes imbatíveis, porque parece que o Estrela Vermelha e o próprio Ferroviário de Inhambane reencontraram o caminho para os bons resultados.
No entanto, os destacados AD Macuácua e Desportivo vão fazendo bem o seu trabalho, como aliás ficou provado nesta décima jornada, em que venceram na visita ao Clube da Manhiça e Académica, respectivamente. Enquanto isso, o Estrela Vermelha pós Rogério Marianni ressuscitou dos maus resultados e vai se guiando com a bússola do sucesso. Uma vitória saborosa sobre o Ferroviário de Gaza alimenta o sonho de possível regresso na prova máxima do futebol nacional. De Inhambane também o sonho se mantém vivo. O Ferroviário de grão a grão vão enchendo o papo e a prova de heroísmo foi demonstrada na visita aos Sargentos de Boane. Quatro a três foi o resultado conseguido pelos locomotivas da Terra da Boa Gente.

Leia mais...