DIRIGENTES DE HOJE SÓ PENSAM NO SEU UMBIGO

Por: Joca Estêvão
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Arquivo

Nos princípios da década de ’80 surgiu um rapaz chamado António Fernando Honwana, que veio a ser tratado no futebol por Duba-Duba, dono de uma técnica invulgar. Nasceu há 52 anos na capital do país e actualmente trabalha no Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural. Como futebolista envergou as camisolas do Maxaquene, Desportivo de Maputo, Matchedje, e já no fim da carreira representou o Têxtil do Púnguè e Textáfrica, em 1995, a convite de Mussá Osman.

Nesta entrevista, Antoninho fala dos tempos que viveu enquanto futebolista e por o consideramos voz autorizada para analisar o momento actual do futebol em Moçambique instámo-lo a pronunciar-se sobre ele, que de forma peremptória considerou-o de mau, tomando em conta o número reduzido de talentos que chega aos seniores, em sua opinião, por falta de acompanhamento da classe dirigente.

Leia mais...

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Próximo Jogo

sábado, 30 março 2019
F. Beira vs Textáfrica
00:00 | Beira
F. Maputo vs Desportivo
00:00 | Maputo
L.D. Maputo vs ENH
00:00 | Maputo

Publicidade