Não mudei táctica nenhuma!

Na sequência da derrota frente à selecção do Ruanda, Mano-Mano foi chamado a dar seguimento aos trabalhos de preparação dos “Mambas” para os desafios imediatamente a seguir. Já na semana seguinte, e a contar para o CAN Interno, Moçambique tinha de receber a sua congénere das Ilhas Seychelles para a penúltima eliminatória de acesso à fase final desta competição destinada aos jogadores que actuam nos respectivos campeonatos.

Com um agregado de 9-1, o que constitui recorde em termos de números conseguidos pela Selecção Nacional de Futebol do nosso país, os “Mambas” eliminaram este modesto adversário, com parciais de 5-1, na cidade da Beira, e 4-0, em Victória, a capital deste país insular. Porque o balanço se impunha, nada melhor que conversar com o obreiro desta façanha, Hélder Muianga (Mano-Mano), actual seleccionador nacional, a título interino.

Leia a entrevista na íntegra na edição impressa desta semana. já nas bancas