Siga-nos:

joomla vector social icons

30ª Jornada do Moçambola

Opinião

Basquetebol

Notícias

Editorial

Retrovisor

Tabela de Preços

Gostamos de futebol sem termos a coragem das mulheres

Para enfrentar o Torneio da COSAFA o seleccionador nacional levou uma espécie de terceira linha dos Mambas, constituída maioritariamente por jovens jogadores e com margem de progressão.

Disse o treinador que assim o fazia porque não queria forçar uma paragem do Moçambola, levando os principais atletas dos clubes e que, ademais, pretendia, com a opção tomada, aumentar o leque de jogadores seleccionáveis para a segunda linha e desta para a primeira.

Para tanto, Abel Xavier queria usar o Torneio da COSAFA para fazer crescer em competição esses mesmos jovens jogadores, pelo que a possibilidade de maus resultados desportivos, tal como aconteceu, era um risco assumido e calculado até ao pormenor.

Até aqui tudo bem, incluindo os resultados desportivos negativos registados.

Tudo devidamente pensado e calculado, numa perspectiva de construir e alargar a base de escolha de jogadores para os Mambas, que se queiram competitivos e que se foquem, de forma decisiva, na luta pela qualificação ao CHAN do Quénia-2018 e CAN dos Camarões-2019.

Ora, o que agora estranha é a reacção negativa desta mesma sociedade, que parece não perceber que no processo de construção de resultados desportivos positivos se passa por determinadas etapas e sacrifícios, que implicam, não raras vezes, sujeitar-se a derrotas naturalmente previstas.

Isto é, quando se sabe o que se pretende deve haver coragem de tomar determinadas decisões que, pela sua natureza, são impopulares.

O futebol também precisa de decisões arrojadas, impopulares, mas que vão trazer resultados positivos a médio e longo prazo.

Os homens não podem continuar a gostar de futebol e quererem que suas equipas e selecções ganhem, mas que depois não tenham a coragem suficiente para construir essas vitórias.

Nesse quesito, os homens precisam de aprender da coragem das mulheres.

É que a maternidade é, para as mulheres, uma das maiores senão mesmo a sua maior conquista. Uma mulher que não se tornou mãe sente-se menos realizada ao lado daquelas que já passaram pela maternidade. Mas os nove meses de gestação e a dor do parto são difíceis e, não raras vezes, em países pobres ou com débeis condições sanitárias levam à morte das próprias mulheres. Mas, corajosas, elas suportam as complicações resultantes da gestação e da dor do próprio parto, tudo na procura de um bem maior, que é conceber um novo ser humano, seu filho.

Nisso as mulheres são corajosas. Porque sabem o que querem, suportam a dor até atingirem esse objectivo. É uma espécie de via-sacra.

Portanto, falta aos homens do nosso futebol a coragem de suportar a dor do processo de construção de uma equipa que antes de obter os resultados desportivos positivos que alegrem os críticos da nossa prestação no Torneio da COSAFA seja internamente competitiva.

Porque é preciso construir uma estrutura que faça que os Mambas ganhem de forma sustentada e não esporádica, como tem acontecido desde que Moçambique se tornou independente há 42 anos.

E espero, muito sinceramente, que os homens do nosso futebol não façam a Abel Xavier o que há 15 anos estes mesmos homens fizeram a Augusto Matine.

Na procura de resultados imediatos, os homens do nosso futebol interromperam um projecto ambicioso que Augusto Matine estava a implementar há apenas dois anos.

Desde que Matine saiu, em 2002, os Mambas ganharam, mas foi de quando em vez e nunca de forma sustentada, porque essas vitórias não estavam assentes em nenhuma estrutura.

Talvez por isso Abel Xavier e suas acções estejam a ser a imagem perfeita de Augusto Matine, até nos ataques a que está a ser alvo de detractores que não compreendem o valor de decisões técnicas e impopulares.

Tudo porque, tal como dizia Matine, “quando começarmos a ganhar seremos temidos para sempre”.

Narciso Nhacila

0
0
0
s2sdefault
2final.gif

Classificação do Moçambola 2017

Equipas
J V E D GM GS P
1 U.D. Songo 30 19 7 4 38 15 64
2 Costa do Sol 30 16 8 6 41 19 56
3 F. de Nacala 30 14 8 8 27 18 50
4 F. da Beira 30 11 12 7 36 27 45
5 Liga Desportiva 30 12 8 10 40 30 44
6 D. Nacala 30 10 14 6 23 18 44
7 F. de Maputo 30 12 7 11 26 24 43
8 Clube de Chibuto 30 11 10 9 28 28 43
9 ENH de Vilankulo 30 9 13 8 27 25 40
10 F. de Nampula 30 7 16 7 21 19 37
11 Textáfrica de Chimoio 30 10 7 13 27 38 37
12 Maxaquene 30 8 10 12 23 27 34
13 1º De Maio 30 8 10 12 30 36 34
14 Chingale de Tete 30 8 6 16 30 44 30
15 UP Lichinga 30 6 8 16 15 30 26
16 A D Macuácua 30 4 6 20 13 47 18
BNIfinal.gif
1final.gif
web_banner_1.gif

Sondagem

O que acha do site?

Quem está online?

Temos 226 visitantes e sem membros em linha

Banca de Jornais

Sociedade do Noticias
  • EconomiaEconomia
  • CulturaCultura
  • DomingoDomingo
  • DesafioDesafio
  • NotíciasNoticias

Conselho de Administração

Bento Baloi Presidente

Rogério Sitoe Administrador

Cezerilo Matuce Administrador