Connect with us

OUTROS CAMPOS

O AUTOGOLO DA MINHA HONESTIDADE

Um jornalista deve ser um bom contador de histórias. E deve ser, também, um bom apreciador de histórias alheias.

É essa a capa que “Outros Campos” vestiu esta semana, após o habitual “passeio” pela rede social facebook, onde deu de caras com uma interessante prosa, tendo a avaliado e chegado à conclusão de que tem enquadramento nesta rubrica. Posto isso, decidimos surpreender o autor, o desportista Alberto Gomes, hoje quadro sénior da Tmcel, publicando-a na íntegra, com a devida vénia, mantendo, portanto, a originalidade com que foi publicada no facebook, seguramente longe de pensar que seria material suficientemente valioso para alimentar página de algum jornal, no caso o nosso. Ei-la, pois, na primeira pessoa: “Recentemente, numa troca de impressões rápidas com um amigo de infância através desta plataforma digital, fazia ele referência a um campo de futebol onde na nossa adolescência jogámos futebol de bairro, lá para as bandas do Centro de Saúde n.º 3, no antigo Bairro Popular, na cidade de Tete. Porque o solo do referido campo era extremamente salgado, a convenção da malta baptizou o pelado de Nhamunho (literalmente, qualquer coisa como “que tem sal”, na nossa língua materna). Não o referi ao meu amigo, mas, na verdade, esse campo, que já não existe porque foi engolido por construções de alvenaria de razoável investimento, representa muito para mim porque foi ali que, em 1984, aos 16 anos, fui pescado para o futebol federado, embora por muito pouco tempo, devido aos estudos, que me obrigaram, à posterior, a uma mudança geográfica, tendo, por isso, deixado de praticar futebol federado aos 18 anos.

Por: REGINALDO CUMBANA
Fotos do arquivo do entrevistado
{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in OUTROS CAMPOS