Connect with us

REPORTAGEM

APENAS UM DESTES CANDIDATOS MANDARÁ NA “BOLA-AO-CESTO”

Clarisse Machanguana é a única mulher entre três homens que concorre ao cargo de presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB). A magna reunião terá lugar no próximo sábado na sede do Comité Olímpico de Moçambique, na cidade de Maputo. Chafudino “Dino” Khan, Carlos Tomo e Roque Gonçalves completam a lista dos concorrentes à sucessão de Francisco Mabjaia.

– “Dirigismo Inclusivo e Transparente Por Um Basquetebol Competitivo e Organizado” é o lema da considerada maior referência do basquetebol nacional. Depois das provas dadas na quadra Machanguana pretende ser uma referência no modelo de dirigismo federativo e transparente, com uma estrutura e uma organização interna moderna e de qualidade. O segundo ponto do seu manifesto eleitoral refere que pretende organizar e promover, através de diferentes programas e actividades, o basquetebol em todo o território nacional; o terceiro elemento é a criação de um modelo de gestão com o qual todos os agentes do basquetebol moçambicano se sintam identificados, participem e colaborem; ser uma federação de todos os moçambicanos; por fim, assegurar como elementos-chave e fundamentais cinco componentes. A nível das selecções nacionais promover a implementação de critérios coerentes e justos. No que diz respeito à formação e desenvolvimento, promover a melhoria contínua da qualidade de todos agentes intervenientes no basquetebol moçambicano (atletas, árbitros, equipas técnicas e dirigentes). No que chama de qualidade de oportunidades, assegura que vai promover o desempenho das associações, clubes e/ ou grupos. Também quer contribuir para o crescimento das associações, investindo na formação e na sua capacitação. Ao nível do mini-basket assume que vai “empoderar” os escalões de formação. A nível institucional vai melhorar a relação com o desporto escolar.

“Paixão, cesto e sucesso”

– CHAFUDINO “DINO” KHAN

A candidatura de Dário Khan assenta em cinco pilares: Infra-Estruturas, Formação, Massificação, Sustentabilidade, Competitividade. Na componente de infra-estruturas a sua lista propõe-se a assegurar que cada uma das 11 províncias tenha infra-estruturas condignas para a prática de basquetebol de alta competição.

{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in REPORTAGEM