Connect with us

Sem categoria

Ruiu o sonho, manteve-se a tradição

Ruiu o sonho, manteve-se a tradição

Quando tudo indicava que a eliminatória estava resolvida a favor da UD Songo, em função do resultado de 2-0 que se verificava ao intervalo, tudo mudou na segunda parte, acabando mesmo por transformar-se num inesperado pesadelo, com o Platinum do Zimbabwe a marcar os quatro golos que lhe conferiram a passagem à fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos em futebol. Ruía assim o “sonho” da turma moçambicana e cumpria-se a tradição. De facto, não há memória, num passado recente, de uma equipa nacional ter conseguido transpor algum adversário zimbabweano.

O jogo de sábado começou mal para a UD Songo, ante um Platinum desinibido a mostrar logo ao que vinha. Foi assim a primeira equipa a “frequentar” a área de rigor contrária, exercendo uma pressão ao homem-bola, que deixava os locais sem ideias.

E o golo madrugador de Infren para a UD Songo acabou por surgir sem que a sua equipa justificasse tanto. Tudo aconteceu aos nove minutos, na sequência de um livre apontado por Banda a desmarcar o lateral, que só empurrou para o fundo das malhas.

Por: Eliseu Bento
Fotos de António Gombe
{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in Sem categoria