Connect with us

MOÇAMBOLA

HARDBODY POR ORA NA MIRA DE TRÊS

HARDBODY POR ORA NA MIRA DE TRÊS

Se o Moçambola-2019 terminas-se hoje apenas três dos cerca de 500 jogadores inscritos seriam elegíveis à disputa da final do maior prémio individual atri-buído a um jogador na principal com-petição do país: a viatura da marca Nissan Hardbody NP 300, cabina du-pla, 2.5DTI, com direito a assistência gratuita no agente durante três anos ou até 100.000 quilómetros, seguro coberto pela Fidelidade e 600 litros de combustível nas bombas da Petromoc durante um ano.

Trata-se de Eva Nga, do Costa do Sol, que é o mais votado na presente edição do “Prémio Desafio Melhor Jo-gador doMoçambola”, Chico, do Fer-roviário de Maputo, e Sidique do Des-portivo, também da capital do país.

Este trio responde ao exigido pelo artigo 3 número 5 do Prémio Desafio, que considera como elegível o jogador que tiver jogado em pelo menos três quartos (75%) dos jogos realizados ao longo do campeonato (22), critério que neste momento exclui Lau King, da União Desportiva do Songo, não obstante ter cumprido a alínea b) do mesmo artigo, que diz ter ficado em primeiro lugar na votação popular pelo menos uma vez. Lau King falhou cinco dos jogos dos hidroelétricos por lesão.

{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in MOÇAMBOLA