Connect with us

ENTREVISTA

Não vendi nenhum jogo do Desportivo!

Não vendi nenhum jogo do Desportivo!

A sua curta estada no Desportivo de Maputo esteve envolta numa alegada venda de jogo na primeira jornada do Moçambola frente ao Ferroviário de Nacala, o que lhe obrigou à rescisão de contrato a meio da primeira volta do campeonato, sem no entanto saber as razões da sua não utilização nos jogos que se seguiram depois da derrota no desafio em causa.

Escapou da morte depois de um gravíssimo acidente de viação que acabou tirando a vida a um parente seu enquanto conduzia. Está sem clube, vive na incerteza em relação ao futuro. Depois de ter estado perto de perder a vida, Simplex Nthara, guarda-redes malawiano que viveu quase uma década em Moçambique, chegou a ponderar a hipótese de “arrumar as luvas”, mas o amor pelo futebol o demoveram da ideia.

No seu corpo são visíveis as cicatrizes causadas pelo acidente. Para o seu sustento, o guarda-redes, de 31 anos de idade, depende da renda da sua esposa, que é a única neste momento a responsável por cuidar da família.

Por: Raimundo Zandamela
Fotos de Arquivo
{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in ENTREVISTA