Connect with us

REPORTAGEM

Nenhum adversário será tomado de Ânimo leve

Nenhum adversário será tomado de Ânimo leve

Depois do pleno na primeira fase de apuramento em Outubro passado, em Joanesburgo, a equipa sénior masculina do Ferroviário de Maputo é cabeça-de-série do Grupo “H”, Divisão Este, da segunda ronda da Basketball Africa League (BAL), que arranca, já numa contagem decrescente, para esta zona, dentro de 29 dias, ou seja, de 17 a 22, na capital ruandesa, Kigali.

As novas datas remarcadas pela FIBA-Africa surgem na sequência do adiamento do arranque da competição para este grupo, inicialmente agendado para de 26 de Novembro a 1 de Dezembro. A extensão do tempo, de certa forma, favorece o campeão nacional em título, que assim tem mais dias para sanar alguns aspectos negativos identificados por Milagre Macome na primeira ronda de apuramento ou ainda o trabalho de entrosamento de modo a estar mais apto para o maior evento basquetebolístico africano de clubes campeões. Ora, o Ferroviário já conhece os restantes adversários com os quais se vai gladiar pelos três lugares que garantem a entrada na ronda milionária da BAL, designadamente o anfitrião ruandês Patriots BBC, City Oilers de Uganda, Gerdamrmerie Nationale Basketball Club (GNBC) de Madagáscar, Kenya Ports Authority (KPA) do Quénia, University of Zambia, UNZA Pacers, JKT BBC da Tanzania e Cobra do Sudão do Sul.

 

NÃO HÁ PÊRA-DOCE

Na primeira análise teórica, Milagre Macome aponta os anfitriões Patriots BBC e KPA como adversários directos, sem descurar do que os outros menos cotados podem apresentar.

– “Somos o cabeça-de-série do grupo “H” com oitos equipasque será repartido a sub-grupo contendo equipas. estamos numa corrida onde os três primeiros lugares são os concorridos e obviamente que num destes lugares deve estar o Ferroviário de maputo. o que posso avançar dos adversários é que todos eles merecem todo o nosso respeito desde a partida o patriots BBC, que é praticamente a selecção ruandesa e bem reforçada por jogadores vindos dos estados Unidos da américa. a Kpado Quénia, repescada, chegou à final da competição passada e é umadversário a ter em conta. Das restantes equipas não tenho ainda informação muito detalhada, embora conhecendo preliminarmente a UNZapacers, porque os defrontei na primeira fase e acredito que se restruturaram para esta competição. portanto, todos os outros adversários se estão aqui é por mérito e longe de nós pensarmos que são pêras-doce. portanto, de formaresumida, vai ser uma competição que vai exigir de nós muita luta, garra, capacidade, determinação e foco. Vamos pensar jogo a jogo de modo a conseguirmos passar para a outra fase, que é o grnde objectivo do clube”, apontou o técnico campeão nacional.

Por: Gilberto Guibunda
Fotos de Arquivo
{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in REPORTAGEM