Connect with us

TAÇA DE MOÇAMBIQUE

SEGUNDA TAÇA EM QUATRO ANOS

SEGUNDA TAÇA EM QUATRO ANOS

De 2016 a esta parte, a União Desportiva do Songo ganha uma das duas principais competições do país, facto alcançado nestes 43 anos de independência por poucos clubes, sendo os hidroeléctricos os primeiros de fora da capital a conseguirem tamanha proeza.

Ao todo já leva quatro troféus, sendo dois campeonatos nacionais (2017 e 2018) e duas Taças de Moçambique (2016 e 2019), feito até agora alcançado só por clubes da capital. O Costa do Sol conquistou entre 1991 e 1995 quatro campeonatos (1991, 1992, 1993 e 1994) e uma Taça (1995), a Liga Desportiva de Maputo brilhou entre 2010 e 2014, quando venceu quatro campeonatos nacionais (2010, 2011, 2013 e 2014) e uma Taça (2012).

Por seu turno, o máximo que o Ferroviário de Maputo, que falhou a sexta Taça de Moçambique e o regresso às conquistas depois de 2015, conseguiu vencer três campeonatos consecutivos (1996, 1997 e 1999-1998), tal como o Maxaquene entre 1983 e 1985.

23DES12162019P10

Quinto troféu para Nacir

Nacir Armando, que foi o último treinador a conquistar a Taça de Moçambique pelo Ferroviário em 2011, somou na quarta-feira a sua quinta conquista. Antes conquistou três Taças pelo Costa do Sol. Já agora soma quatro Supertaças conquistadas, sendo três no Costa do Sol e uma no Ferroviário de Maputo, bem como três campeonatos nacionais: dois no Costa do Sol e um na UD Songo.

Por: Atanásio Zandamela
Fotos de Jaime Machel
{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in TAÇA DE MOÇAMBIQUE