Connect with us

ENTREVISTA

QUERO GANHAR TÍTULOA TODO CUSTO

QUERO GANHAR TÍTULOA TODO CUSTO

O Ferroviário da Beira começou os trabalhos da pré-época na quinta-feira com 24 jogadores.

O meio-campista Dário, que esteve no Textáfrica do Chimoio, foi desviado para a UD Songo e já é carta fora do baralho. Sabe-se que, enquanto a direcção dos locomotivas do Chiveve encetavam pesquisas para encontrar o treinador, foram contratando jogadores. Boa parte deles são jogadores excelentes e dão garantias para o trabalho que vou fazer. Estou comprometido com a causa e antes de firmar o acordo sabia o que ia encontrar e acredito que, com estes jogadores, iremos conseguir lutar pelos objectivos preconizados, disse Akil Marcelino, que acrescentou que um e outro sector serão avaliados. Se sentirmos que há necessidade de reforçar, iremos buscar mais atletas, prometeu, revelando igualmente que o Ferroviário da Beira pretende trabalhar com um plantel de 25 jogadores.

Akil Marcelino coloca o Ferroviário da Beira com objectivos supremos em 2020 e categoricamente afirma que “vamos lutar pelo título. Lutar para ganhar todas as competições em que estamos inseridos, mas cientes também que não vai ser tarefa fácil. Há equipas mais candidatas que nós, a começar pelo campeão nacional Costa do Sol, a União Desportiva do Songo, Ferroviário de Maputo, com condições para perseguir os mesmos objectivos. A nossa missão é dar o máximo. Trabalhar no limite para no final alcançarmos o que almejamos”, disse.

Anteriormente, o presidente do Ferroviário da Beira, Valdemar Oliveira, disse numa entrevista ao desafio que este ano seria difícil em função do período em que entrou para o clube. Akil comunga do mesmo diapasão que o seu líder, referindo que “subscrevo aquilo que foi dito pelo presidente. Conversamos sobre isso na altura em que estávamos em contactos. Sei que eles estão empenhados em reorganizar o clube e fazer melhor pela colectividade. Como componentes da equipa de futebol, temos que ter capacidade de superação nas adversidades que formos encontrando. Não temos um Real Madrid, mas confio no clube e no trabalho que vamos desenvolver. Se não der para ganhar este ano, vai dar no próximo”, sublinhou.

Por: Joca Estêvão
Foto de Arquivo
{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in ENTREVISTA