Connect with us

REPORTAGEM

ABAIXO-ASSINADO ABRE ESPAÇO PARAREFLEXÃO SOBRE ELEIÇÕES NO ESTRELA

ABAIXO-ASSINADO ABRE ESPAÇO PARAREFLEXÃO SOBRE ELEIÇÕES NO ESTRELA

O adiamento da As-sembleia-Geral or-dinária electiva do Clube Desportivo Estrela Vermelha, inicialmente agendada para 31 de Janeiro, pode ter sido igual-mente originado pelo abaixo–assinado de autoria de parte dos sócios, técnicos, trabalha-dores e atletas afectos à colec-tividade, que a nossa Reporta-gem teve acesso.

 Das 44 pessoas que fize-ram o abaixo-assinado, maio-ritariamente são treinadores, atletas e funcionários do clu-be, que temem pelo seu futuro com alegado plano de extinção de algumas modalidades pela única lista candidata ao pró-ximo escrutínio liderada por Ozias Fumo, este que foi antigo jogador, treinador e dirigente do clube e actualmente assume o cargo de conselheiro de di-recção, sobre assuntos ligados ao Gabinete Técnico de futebol.

Os autores do abaixo-assi-nado dizem estar apreensivos e cada vez mais preocupados com o facto de os poucos can-didatos à futura direcção se-rem pessoas que de viva voz vêm manifestando a intenção de encerrar as modalidades de hóquei, boxe e karate, alega-damente para financiarem ex-clusivamente ao futebol.

Os subscritores do docu-mento acusam a lista candida-ta de ser composta por pessoas que, mesmo no futebol, não reúnem consenso, não haven-do, desse modo, garantias de que vão trazer o crescimento do clube, numa altura em que estão em curso enormes inves-timentos e receiam correrem risco de ser interrompidos e atrasar-se ainda mais a aperta-da condição financeira da co-lectividade e que exige, desse modo, uma rigorosa gestão.

A inquietação dos autores do abaixo-assinado encontra mais razão ainda pelo facto de as modalidades que correm o risco de ser encerradas serem aquelas que deram muitas gló-rias ao clube nos últimos cinco anos, nomeadamente títulos nacionais individuais e colec-tivos.

– Por estas e outras razões que poderão ser apresentadas na Assembleia-Geral apelamos que a V. Excia considere ino-portuna a eleição que se pre-tende realizar. Não queremos passar pela mesma situação que vivemos em 2006, quan-do uma nova direcção tomou posse, ninguém nos explicou por que na altura o actual pre-sidente deixou o clube e por que razão pretende novamente fazê-lo, com a responsabilida-de que tem na conclusão de um projecto que vai determinar o futuro do clube, refere o docu-mento.

Por:SALVADOR NHANTUMBO
{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUBLICIDADE
Publicidade

More in REPORTAGEM