Connect with us

REPORTAGEM

CENTRO DE ESTÁGIO DOS ATLETAS OLÍMPICOS NÃO SERÁ PARA BREVE

CENTRO DE ESTÁGIO DOS ATLETAS OLÍMPICOS NÃO SERÁ PARA BREVE

Um mês depois da autorização de regresso aos treinos dos atletas qualificados ou em processo de qualificação aos Jogos Olímpicos, ainda não estão criadas as condições básicas para alojamento e treinamento. Em causa está a degradação da Vila Olímpica, que contribui para o retardamento do confinamento dos atletas.

A informação foi confirmada pelo secretário-geral do Comité Olímpico de Moçambique (COM), Penalva César, durante o anúncio de três bolsas da Solidariedade Olímpica a igual número de atletas qualificados aos Jogos Olímpicos de Tóquio, agora remarcados para 2021.

– Como sabem, Alcinda Panguana (boxe), Denise Parruque e Maria Machava (vela) qualificaram aos Jogos Olímpicos de Tóquio. E esta qualificação aconteceu de forma especial e num momento especial, na medida em que estas atletas não eram bolseiras da Solidariedade Olímpica, e o empenho delas permitiu que elas tivessem este feito, que é a qualificação aos Jogos Olímpicos, revelou Penalva César, para quem a partir do momento que as atletas se qualificaram aos Jogos Olímpicos mostraram que têm qualidade e merecem outro tipo de tratamento para que possam ter uma prestação positiva durante o grande evento. Assim, as atletas beneficiarão de 750 dólares norte-americanos (pouco mais de cinquenta mil meticais) mensalmente a serem disponibilizados quadrimestralmente. 

Por: Deanof Potompuanha
Fotos de Deanof Potompuanha
{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in REPORTAGEM