Connect with us

ENTREVISTA

NUNCA GOSTEI DE DAR CABEÇADAS NA BOLA

NUNCA GOSTEI DE DAR CABEÇADAS NA BOLA

O antigo jogador do Benfica de Portugal, Desportivo, Maxaquene, Costa do Sol e da Selecção Nacional, Carlos de Oliveira Calado, nascido na antiga cidade de Lourenço Marques (Maputo) há 67 anos, foi dos melhores esquerdinos que evoluíram em Moçambique. Era veloz, com excelente poder de drible, visão de jogo e grande capacidade para fazer assistências. Muitos golos de colegas partiram do seu pé esquerdo.

 

Calado nunca conquistou um campeonato. “Muitas vezes fiquei em segundo lugar. Ganhei muitas taças de Moçambique. A primeira foi no Maxaquene em 1978, em que vencemos o Ferroviário da Beira. Ainda no Maxaquene, em 1979, empatámos com o Costa do Sol no último jogo do campeonato, em que precisávamos de vencer. Na semana seguinte, vencemos o Costa do Sol na semifinal da Taça, por 2-0. Seria bom se tivesse sido assim na semana anterior. Teríamos ganho o campeonato”, lembrou.

– Como surgiu para o futebol?

Por: Joca Estêvão

{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUBLICIDADE
Publicidade

More in ENTREVISTA