Connect with us

REPORTAGEM

ESTADO IRÁ REDUZIR APOIO QUE PRESTA AOS CLUBES(CONCLUSÃO)

ESTADO IRÁ REDUZIR APOIO QUE PRESTA AOS CLUBES(CONCLUSÃO)

Alguns clubes vinculados às empresas públicas já estão a dar passos à busca de vias alternativas de sustentabilidade para assegurar a sua participação condigna nas competições das diferentes modalidades, formando e contratando os melhores jogadores. São os casos do Ferroviário de Maputo, Costa do Sol e Maxaquene, portanto, clubes que detêm infra-estruturas e que apostando cada vez na formação podem igualmente alargar os seus activos e gerar dessa forma melhores rendimentos.

Os clubes Ferroviário de Maputo e Costa do Sol querem, numa primeira fase, apostar na criação de academias de futebol bem como na melhoria ou modernização e alargamento das suas infra-estruturas. As empresas às quais estão vinculadas, nomeadamente os Caminhos de Ferro e Electricidade de Moçambique (CFM e EDM), já deram o aval para que caminhem nesse sentido. Aliás, já perceberam que não terão a capacidade de continuar a financiar de forma particular e permanente os respectivos clubes.

O Maxaquene quer mudar os seus estatutos para se tornar mais independente, criando mais vínculos e investir na imobiliária para a sustentabilidade do clube, construindo um novo campo ou estádio e reabilitando as infra-estruturas de que dispõe.

Por: SALVADOR NHANTUMBO

{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUBLICIDADE
Publicidade

More in REPORTAGEM