Connect with us

REPORTAGEM

FMF PAGA TRÊS MILHÕES A GONÇALVES

A Federação Moçambicana de Futebol (FMF) deve pagar, num prazo de trinta dias, três milhões de meticais ao antigo seleccionador nacional de futebol, Luís Gonçalves, por ter rompido unilateralmente com o contrato que ligava as partes desde Agosto de 2019 e que tinha mais 20 meses de validade.

A Direcção da FMF demitiu por unanimidade dos seus membros o treinador e toda equipa técnica, depois de Moçambique terminar na última posição do Grupo “F” de apuramento ao CAN 2021, a ser disputado próximo ano nos Camarões. Foi a pior campanha dos “Mambas” desde a participação no CAN de Angola, em 2010.

O treinador não concordou com o procedimento do elenco dirigido por Feizal Sidat e submeteu uma contestação alegando que o contrato previa outros objectivos, para além da qualificação ao CAN dos Camarões.

Por: CUSTÓDIO MUGABE
Fotos de Arquivo

{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in REPORTAGEM