Connect with us

MOÇAMBOLA

HINO AO FUTEBOL NA MARGINAL DA CAPITAL!

O líder foi travado na marginal, num jogo que ficará por muito tempo na retina de quem esteve no campo do Costa do Sol na tarde de ontem. Foi uma partida entre um Costa do Sol que não queria deixar os seu créditos em mãos alheias e uma Black Bulls que queria mostrar o estofo de líder. Quem saiu a ganhar foi o futebol, pois o campeão e o líder do Moçambola deixaram a pele em campo, ficando-se num empate a duas bolas que espelha o frenesim ao longo dos 90 minutos.

ENTRADA À CAMPEÃO

Em Matchiki-Tchiki, os “canarinhos” entraram a todo o vapor, com ânsia de resolver o jogo o mais rápido possível, não deixando a Black Bulls respirar e muito menos ter a bola controlada, sabido que a turma de Tchumene gosta muito de ter o esférico sob seu controlo. Entrou melhor a equipa campeã nacional, com dois raides logo nos instantes iniciais. O primeiro lance de golo iminente pertenceu a Telinho, que lançado em contra- -ataque por Nilton viu Ivan a lhe negar o 1-0 com uma boa defesa à entrada da pequena área. Telinho pouco depois foi carregado em falta à entrada da área, com Nelson a rematar ligeiramente ao lado na cobrança do consequentemente livre directo. Entrada fulgurante do Costa do Sol, mas que em nada intimidou a Black Bulls, que fez questão de responder e, diga-se, com mestria. O aviso foi dado por dois remates desenquadrados de Hammed e Heldinho. Aos 25 minutos os “touros” chegaram mesmo ao golo por intermédio de Rume. Livre na esquerda, com a defesa “canarinha” a permitir que o médio da Black Bulls ganhasse a bola sem oposição em plena pequena área, fazendo o 1-0. Lançado em contra-ofensiva, Hammed quase fazia o 2-0, mas o seu remate em jeito na tentativa de chapéu a Victor saiu desenquadrado. O Costa do Sol parecia uma equipa abalada com o golo sofrido, mas não cruzou os braços. Pelo contrário, vestiu o facto-macaco e em pouco tempo operou a cambalhota. O primeiro sinal nesse sentido foi de Stephen, que a passe de Nelson rematou por cima. Aos 35 minutos foi restabelecida a igualdade por Nilton, que aproveitou a falha de comunicação da defesa dos “touros” para dar gosto ao pé. Já a caminho do intervalo, mais dois golos. Aos 43 minutos Stephen operou a reviravolta, num golaço de livre que não deu quaisquer hipóteses de defesa a Ivan. E quando tudo levava a crer que o 2-1 arrastaria-se até ao descanso, eis que num livre Heldinho, Hammed faz o empate de cabeça, já nas compensações. A defesa do Costa do Sol voltou a mostrar displicência neste lance, à semelhança do que deu o primeiro tento dos “touros”.

Por: SÉRGIO MACUÁCUA

{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in MOÇAMBOLA