Connect with us

MODALIDADES

FERROVIÁRIO REINTRODUZ ANDEBOL E CICLISMO

Foto de Arquivo: Andebol e ciclismo voltam a fazer parte das actividades dos “locomotivas” da capital.

FERROVIÁRIO REINTRODUZ ANDEBOL E CICLISMO

O Ferroviário de Maputo volta a apresentar-se, a partir do próximo sábado, nas modalidades de andebol e ciclismo, mais de duas décadas depois de ter extinto os respectivos departamentos.

No andebol, os “locomotivas” vão se apresentar no “Torneio 10 Horas de Andebol” com duas equipas de femininos, dos escalões de juniores e seniores, enquanto que, no ciclismo, o emblema verde-e-branco fará uma demonstração da sua equipa no Estádio da Machava, antes do início e durante o intervalo do jogo com o homónimo de Nampula, para a 23.ª jornada do Moçambola-2021.

O Ferroviário de Maputo deixou de movimentar o ciclismo no longínquo ano de 1993, enquanto o andebol não consta das modalidades movimentadas no clube desde o ano de 1998.

A confirmação do retorno dos “locomotivas” aos pavilhões e pistas foi feita à nossa Reportagem por Isidro Amade, Director Executivo do clube, para quem a reintegração do andebol e ciclismo no leque das modalidades praticadas pelo Ferroviário de Maputo visa retornar a colectividade às suas origens ecléticas.

Com o andebol e ciclismo, o Ferroviário de Maputo passará a movimentar um total de 10 modalidades, visto que já vinha actuando no futebol, basquetebol, atletismo, boxe, natação, ginástica, hóquei em patins e karate shukokai.

Falando especificamente do andebol, Isidro Amade disse que o clube retorna com duas equipas para competir nos escalões de juniores e seniores, apenas em femininos, mas espera que, a partir do 2022 e dependendo da evolução da modalidade no clube e da situação sanitária devido à Covid-19, os “locomotivas” possam competir, também, em masculinos.

“Regressamos apenas com duas equipas de femininos, mas cuja base são atletas do escalão de Sub-18. Se os resultados forem bons e registar-se melhorias na situação sanitária por causa da Covid-19, acreditamos que, em 2022, possamos aumentar de escalões e entrarmos no género masculino”, frisou o nosso interlocutor, para quem outras modalidades estão na linha de retorno ao clube.

“Até 2024, altura em que o clube vai celebrar 100 anos de fundação, queremos ter um mínimo de 15 modalidades em movimentação. O Ferroviário de Maputo é um clube de génese eclética e estamos a trabalhar para que tenhamos mais modalidades em actividade no clube. Estamos a finalizar o processo para a reintrodução das modalidades de xadrez, futsal, voleibol e taekwondo. Já constituímos os departamentos dessas modalidades e caminhamos para ter as respectivas equipas”, precisou o dirigente.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in MODALIDADES