Connect with us

REPORTAGEM

JOGADORES DO DESPORTIVO VOLTAM A “GAZETAR” TREINOS!

Foto do Arquivo: Jogadores do Desportivo desesperados.

JOGADORES DO DESPORTIVO VOLTAM A “GAZETAR” TREINOS!

A equipa principal de futebol do Desportivo de Maputo não compareceu, hoje, no campo da Associação Black Bulls (ABB), aos treinos de preparação para o jogo contra o Incomáti de Xinavane referente a 24ª jornada do Moçambola, em protesto a sete meses de salários em atraso. Na semana passada, o emblema alvi-negro teria pautado pelo mesmo comportamento, boicotando as sessões de trabalho e, já se cogita a possibilidade de se entrar em greve.

À semelhança do que aconteceu na semana finda, uma vez mais, o autocarro responsável pela recolha dos jogadores ao campo teria escalado os habituais pontos de espera sem ter encontrado nenhum dos visados. Para agravar a situação, alguns dos atletas estavam incomunicáveis (com os telemóveis desligados), quando solicitados por parte do departamento de futebol.

Entretanto, os jogadores afirmam terem sido traídos pela direcção que não cumpriu com a promessa de pagar de forma parcelada uma parte dos ordenados em atraso. “Foi nos garantido que iriam nos pagar o salário na segunda-feira e, ainda assim não deixámos de comparecer na terça-feira. Hoje decidimos não treinar e fizemos a questão de informar aos nossos treinadores. A direcção enviou uma mensagem agendando um encontro do qual não nos deram a conhecer a  agenda. Não queremos ouvir explicação nenhuma! Estamos agastados e queremos apenas o nosso dinheiro. Só retomaremos aos jogos com a garantia do pagamento dos nossos salários”, relata um dos jogadores que preferiu falar na condição de anonimato.

Maximiano Bambo, secretário-geral-adjunto da direcção do Desportivo de Maputo, por sua vez, disse ter sido pego de surpresa com a acção tomada pelos jogadores, uma vez que até então a direcção não teria recebido nenhuma queixa por parte dos mesmos.

“Estou a tomar conhecimento neste momento, consigo, sobre este assunto. Não posso fazer nenhum pronunciamento porque não constatámos nada de anormal a respeito da informação que me é confrontada. A ser verdade iremos apurar”, explicou Bambo.

Até ao fecho desta edição, nenhum dos jogadores chegou a comparecer no encontro agendado para as 11:00 horas na sede do clube, onde estiveram apenas alguns membros da direcção.

Na semana finda, Antero Cambaco, técnico do Desportivo trabalhou alternativamente com a equipa júnior e de juvenis, facto que não chegou a acontecer desta vez.

Recordar que o Desportivo está em penúltimo lugar no Moçambola com 16 pontos, menos um que o Matchedje de Mocuba, antepenúltimo.

TREINADORES DE BÁSQUETE

CONTINUAM EM GREVE

Entretanto, prevalece a greve da equipa técnica do basquetebol da colectividade, despoletada na última edição do jornal desafio. Os “alvi-negros” foram ao jogo da primeira jornada do Campeonato da Cidade de Maputo, em seniores masculinos, sem nenhum elemento da equipa técnica por contestar a falta de cinco meses de salário. Na referida partida, os campeões nacionais de 2015 acabaram perdendo diante do Costa do Sol, por 89-54.

Os técnicos, ao que soubemos de fonte do clube, condicionam o seu regresso ao pagamento dos honorários, o que faz com que não compareçam sequer aos treinos, sendo que os jogadores cumprem um plano de trabalho previamente indicado. Ainda de acordo com a nossa fonte, a equipa técnica não se fará presente na partida de amanhã, às 19:30 horas, no seu pavilhão, diante do Ferroviário “B”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUBLICIDADE
Publicidade

More in REPORTAGEM