Connect with us

MOÇAMBOLA

SANTOS PERSPECTIVA PRÓXIMA TEMPORADA: FER. NAMPULA VAI ATACAR LUGARES CIMEIROS

SANTOS PERSPECTIVA PRÓXIMA TEMPORADA: FER. NAMPULA VAI ATACAR LUGARES CIMEIROS

O treinador do Ferroviário de Nampula, Nelson Santos, perspectiva uma equipa competitiva que lute pelos cinco primeiros lugares do Moçambola e pela conquista da Taça de Moçambique, em 2022.

O treinador lançou as projecções ao futuro depois de confirmar a manutenção no Moçambola, fruto dos empates diante do Ferroviário de Maputo e União Desportiva de Songo, por 2-2 e 0-0, respectivamente em jogos da 23ª e 24ª jornadas, passando a somar 27 pontos, mais sete que o Matchedje de Mocuba, a primeira equipa entre as três últimas classificadas que devem disputar a “liguilha” para a conquista da única vaga que garante a continuidade no Moçambola.

Para o técnico, os campeões nacionais de 2004 não podem voltar a ter como objectivo de uma época a manutenção, pelo que, juntamente com a Direcção do clube vai-se procurar montar uma equipa competitiva que lute por metas mais ambiciosas e que orgulhem a província de Nampula.

“Para o ano vamos ter um Ferroviário de Nampula muito forte e a lutar para outros objectivos. Esta equipa tem que ter outras ambições e não pode estar a lutar para a manutenção. Com todo o respeito que possamos ter por outros adversários, a verdade é que Nampula merece ter esta equipa a lutar pelos lugares cimeiros e não onde a gente está agora”, disse Nelson Santos, reagindo ao empate que, praticamente, acabou com as dúvidas sobre a manutenção ou não da sua equipa no Moçambola.

“Juntamente com a Direcção do clube e com a equipa de recursos humanos vamos tentar montar uma equipa forte e competitiva para lutar por outros objectivos, porque é para esses que a gente merece. Temos que lutar pelos cinco primeiros lugares e pela conquista da Taça de Moçambique, mas jamais pela manutenção”, precisou o treinador português, entretanto, lembra o tremendo trabalho desenvolvido para tirar a equipa da cauda da tabela classificativa até garantir a manutenção a três jornadas do fim do Moçambola.

Quando Nelson Santos chegou a Nampula, os “axinene” somavam quatro pontos em oito jogos disputados e ocupavam o 13º e penúltimo lugar com quatro pontos, mais um que o Matchedje de Mocuba que era o “lanterna vermelha”. O seu primeiro jogo foi a 13 de Junho, na deslocação a Quelimane para defrontar o Matchedje de Mocuba, para a nona jornada do Moçambola. Com uma estreia vitoriosa, por 1-0, Santos lançou as bases para a recuperação da equipa na tabela classificativa.

“Agora com 27 pontos atingimos o objectivo da manutenção. Ainda faltam pontos em disputa e depois de garantir o primeiro objectivo, resta-nos melhorar. Continuaremos humildes, trabalhadores e com os pés bem assentes na terra”, garantiu.

Até ao fim do campeonato, o Ferroviário de Nampula defronta o Desportivo de Maputo, no próximo fim-de-semana e o Ferroviário de Nacala, em casa, na derradeira jornada do Moçambola-2021.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUBLICIDADE
Publicidade

More in MOÇAMBOLA