Connect with us

MOÇAMBOLA

DA GOLEADA NO SONGO AO FRENESIM NO CHIVEVE

DA GOLEADA NO SONGO AO FRENESIM NO CHIVEVE

A goleada imposta pela União Desportiva do Songo à Associação Desportiva de Vilankulo, por 4-0 e, ainda, o frenesim verificado na ponta final do jogo entre o Ferroviário da Beira e a Associação Black Bulls (1-1), são dois dos maiores destaques da ronda.

De permeio, o Costa do Sol e o Ferroviário de Nampula receberam e venceram respectivamente à Liga Desportiva de Maputo e Ferroviário de Lichinga pelo mesmo resultado de 1-0, colocando-se ao lado da UD Songo na liderança da classificação, todos com seis pontos.

Na Vila de Songo, a UD Songo confirmou o favoritismo depois de derrotado a campeã ABB (0-1), na jornada inaugural e não teve mãos a medir na recepção à ADV (4-0).

No entanto, foi na cidade da Beira onde aconteceu o jogo com motivos de polémica. Depois de decisões certas em termos técnicos, o árbitro Eduardo Chissano viria a ser o grande protagonista. Aos 85 minutos, não assinalou uma falta contra o Ferroviário da Beira no momento em que a bola foi roubada a Stephen. No prosseguimento da jogada, a equipa da casa viria a empatar o jogo. Mais tarde, quando já se jogava o quinto e último minuto de compensação, o juiz deixou passar uma claríssima grande penalidade contra a ABB, por falta de Nenê sobre Mumo. Em ambas as situações, quer uma, assim como outra equipa têm motivos para reclamar de uma arbitragem com influência no resultado.

Leia mais em…https://flipbook.snoticias.app.co.mz/login.php

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in MOÇAMBOLA