Connect with us

MOÇAMBOLA

NELSON DISFARÇOU FALTA DE RITMO

Foto de Victor Marrão

NELSON DISFARÇOU FALTA DE RITMO

O médio ala direito Nelson Vibrassone completou, com o golo que deu a vitória à União Desportiva de Songo, sobre o Ferroviário de Nacala, o desfarce de uma equipa que se apresentou sem ritmo competitivo e intensidade.

O jogo contava para a quarta jornada do Moçambola-2022 e foi disputado na tarde de ontem, no campo da Hidroeléctrica de Cahora Bassa, na Vila de Songo.

A prestação da UD Songo foi furos bastante abaixos quando comparada com a que patenteou as três primeiras jornadas, acusando bastante os efeitos da paragem do Moçambola para dar lugar aos trabalhos dos Mambas.

DOMINAR SEM

ESTAR PERTO DO GOLO

A União Desportiva de Songo teve uma primeira parte de grande posse de bola e em que esteve mais tempo a jogar no meio-campo ofensivo, com o Ferroviário de Nacala a colocar toda a equipa atrás da linha da bola, mas só pertíssimo do intervalo ´+e que criou as verdadeiras situações de golo.

É que, apesar de ter bola e ter o adversário completamente em missão defnsiva, a equipa do sérvio Serdan Zivojnov não foi pressionante o suficiente para provocar o erro do adversário que, assim, viu o seu plano de jogo a sair compensado.

A UD Songo jogou muito, particularmente pelo corredor esquerdo, onde Infren e Nelson Divrassone deram muito trabalho a Mayunda e Shelton, mas faltou-lhe verticalidade e intensidade e cruzamentos frequentes para o interior da área, onde era possível contar com o jogo aéreo de Lau King.

Aliás, foi de Lau King a primeira situação de golo quando, aos seis minutos e na sequência de um canto cobrado por Nelson, pela ditreita, livre de marcação, cabeceiou com muita intencionalidade, mas a bola rente ao travessão da baliza de Shuma.

Depois, foi ver o filme atrás descrito nos 39 minutos seguintes até que, em cima do intervalo e na conclusão de uma jogada de envolvimento, a bola ficou à mercê do médio direito Muzaza que, apenas com oguarda-redses pela frente, permite a defesa.

Depois, quando já se jogava o segundo minuto de compensação das neutralizações, Edmilson cruzou largo para o segundo poste, mas o cabeceamento de Lau King foi travado com segurança pelo guarda-redes contrário.

Com o nulo no marcador, as duas equipas saíam para o intervalo, com o resultado a premiar  a estratégia defensiva bem conseguida do Ferroviário de Nacala e castigava, em sentido oposto, uma UD Songo pouco intensa, apesar de maior posse de bola e ter jogado mais tempo no meio-campo ofensivo.

Leia mais em….https://flipbook.snoticias.app.co.mz/login.php

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in MOÇAMBOLA