Adrenalina na Baía de Maputo

Por:REGINALDO CUMBANA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Inácio Pereira
 
O Aeroclube de Moçambique festejou sábado último os seus 90 anos de existência em grande estilo, organizando, em parceria com o Conselho Municipal da Cidade de Maputo, um AIR SHOW que levou mais de 30 aeronaves a protagonizarem um autêntico espectáculo nos céus da Baía de Maputo, o que tornou inédita esta edição do evento, no caso a 10ª.
 
Espectáculo no ar, terra e Mar
Os participantes vieram de países como Botswana, África do Sul e eSwatini, juntando-se aos locais, para brindarem o numeroso público que acorreu em massa ao local, com exibições de fazer disparar a adrenalina, num espectáculo que, é bom que se frise, aconteceu no ar, terra e mar, com destaque para as “vacas voadoras”, “Team Extreme”, “Puma Lions”, “Lil’ Annie” (uma aeronave que presta cariade em crianças desfavorecidas, tendo já transportado 250 crianças em África) e “Drones”. Além de aeronaves de diversa potência – com equipas de pilotos que podiam se gabar de exibirem, no seu currículo, entre 20 mil e acima de 45 mil horas de voo, especializados em vários tipos de acrobáticos (foram vistos, por exemplo, fantásticos rolls e loops) – o público foi brindado com regatas, corridas de Jet Sky em motas de alta potência (até 300 cavalos), que podem atingir 140km/h na água, bem como pára-quedismo, para não falar da exibição de alguns artistas musicais, como é o caso de Fill Baby, que aproveitou o ensejo para divulgar o seu último álbum, “Sacudiu e Bazou”.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade