NATAÇÃO PARA TODOS É APOSTA DA NOVA PRESIDENTE

Depois de ter perdido há cerca de cinco anos para Fernando Miguel, à segunda Deolinda Mabote Nunes foi eleita presidente da Federação Moçambicana de Natação (FMN).

A antiga nadadora do Maxaquene e do Ferroviário de Maputo conquistou votos de três das cinco associações votantes, contra dois votos do seu oponente, Jeremias da Costa, e vai dirigir a modalidade nos próximos cinco anos. Tal como nas últimas eleições, estas foram bastante renhidas, como provam os números (3-2). E a entrada da província de Maputo – de quatro passou-se a ter cinco associações legais – foi determinante para evitar o empate como aconteceu há cinco anos quando coube ao Conselho Nacional do Desporto desempatar, votando em Miguel na concorrência com Deolinda. Desta vez Deolinda foi a escolhida e ao contrário do seu antecessor vai legalmente ficar cinco anos na presidência, uma vez que o mandato só terminará com o fim do ciclo olímpico 2020/24 por decisão unânime da Assembleia-Geral Extraordinária, que antecedeu a “Ordinária” eleitoral. A tomada de posse ainda não tem data, mas acredita-se que terá lugar dentro de um mês.

Por: ATANÁSIO ZANDAMELA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Foto de Luís Muianga

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade