CANÁRIO MAIS LÍDER

CANÁRIO MAIS LÍDER

O Costa do Sol cimentou a liderança no Moçambola-2019, vencendo em Nacala o Ferroviário local por...

Eles dizem não a xenofobia e sim ao ubuntu!

Eles dizem não a xenofobia e sim ao ubuntu!

A morte de Nelson Mandela ou Tata Madiba, como era tratado por muitos, figura icónica que combateu...

QUERO CHEGAR À EQUIPA PRINCIPAL DO SPORTING

QUERO CHEGAR À EQUIPA PRINCIPAL DO SPORTING

Sabe que não será fácil. Mas o jovem de quem se fala desde terça-feira não esconde a sua ambição a...

NÍVEL DE CORRUPÇÃO NA ARBITRAGEM PODE SER MAIS ELEVADO ATÉ DEZEMBRO

NÍVEL DE CORRUPÇÃO NA ARBITRAGEM PODE SER MAIS ELEVADO ATÉ DEZEMBRO

Na sequência da nossa Reportagem sobre a arbitragem na nossa edição anterior surgiram várias...

RE(VI)VENDO VERA LYNN NO ADEUS A QUELIMANE

ReginaldoCumbana
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Haverá por aí alguém que se lembra da Vera Lynn, sobretudo de quando ela prometeu que, um desses dias de sol, encontrar- -nos-íamos de novo? Eu me lembro. Só não sei o que é feito dela e muito menos sei se mais alguém por aí se sente como eu me sinto agora. Mas certamente que sim, porque coisas do coração muitas vezes convergem, quer na não-indiferença à felicidade, à pena, à dor e até à nostalgia.

Eu não punha os pés pelas bandas do Rio dos Bons Sinais já vão cerca de três anos, mas Quelimane, como que a encarnar Vera Lynn, acenou-me para nos revermos num dia de sol, por aí 30 graus centígrados, e lá fui testemunhar, no dia 29 último, à revalidação do título nacional da União Desportiva do Songo, após empate (1-1) com o 1º de Maio, a uma bola, num reencontro banhado de lágrimas e sorrisos com a minha musa.

Lágrimas porque se é verdade que a UD Songo terminara a sorrir de orelha a orelha em plena casa (emprestada) do 1º de Maio de Quelimane, os “donos” da casa terminariam os 90 minutos cabisbaixos, porque aquele resultado punha-os praticamente fora do Moçambola. É que pelas contas da altura, tinham que golear o Costa do Sol na última jornada (sábado último) para poderem se manter na prova máxima do nosso futebol, condição que, ainda por cima, dependia de conjugações com terceiros, que não conspiraram a favor.

Ficava, dessa forma, sentenciada a descida dos bravos operários de Quelimane, que deram uma luta como nunca, destemida, exibindo-se, provavelmente, no seu melhor em toda a época, tendo buscado forças onde não existiam para não só anularem o favoritismo do campeão nacional, como também para salvarem e honrarem a província da Zambézia, que tinha neles os únicos representante entre as 16 melhores equipas do país.

Leia mais...

Publicidade

Moçambola 2019

Publicidade

Publicidade

Moçambola 2019

Pos Equipe J Pts V E D GM GC
1. C. do Sol 18 33 10 5 3 30 15
2. UD Songo 17 31 10 2 5 22 12
3. Fer. Beira 18 29 9 4 5 20 12
4. Textafrica 18 27 8 4 6 15 19
5. ENH 17 26 7 7 3 20 18
6. Fer. Maputo 18 25 8 6 4 19 10
7. Fer. Nacala 18 25 7 5 6 17 18
8. Chibuto 18 24 8 2 8 18 17
9. Des. Maputo 18 23 7 4 7 24 17
10. Incomáti 18 21 6 6 6 17 18
11. LD Maputo 18 20 6 4 8 14 17
12. Maxaquene 18 19 5 6 7 19 20
13. Nacala 17 18 5 5 7 16 19
14. Fer. Nampula 17 13 3 5 9 15 24
15. B. de Pemba 18 12 3 5 10 12 26
16. Têx. Púnguè 18 10 2 6 10 10 26
Maxaquene 0 : 0 C. do Sol
UD Songo 2 : 0 B. de Pemba
Des. Maputo 1 : 2 Fer. Beira
Nacala 0 : 2 Maxaquene
Chibuto 2 : 0 Fer. Nampula
C. do Sol 1 : 0 LD Maputo
ENH 1 : 0 Fer. Nacala
Textafrica 1 : 1 Têx. Púnguè

Opinão

Publicidade

  • Publicidade

Temos 333 visitantes e 0 membros em linha

Facebook